Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
Flickr

Urbam conclui esta semana várias etapas da obra do Hospital de Retaguarda

Data da publicação: 24/06/2020

A Urbam (Urbanizadora Municipal) concluirá esta semana várias etapas da obra do Hospital de Retaguarda, na Vila Industrial, na região leste, para ampliar o atendimento aos pacientes da Covid-19.

Os funcionários construíram a base da nova unidade que já está recebendo a construção modular, pela Método Engenharia e pela empresa Brasil ao Cubo.

A Urbam conclui nesta quarta (24) a construção da cabine primária que recebeu transformador de 300 KVA (quilovoltamperes), carga necessária para suportar os equipamentos elétricos do novo hospital, além da instalação do sistema de proteção de descarga atmosférica. A equipe da elétrica também realizou a instalação dos cabos de distribuição do sistema elétrico e do gerador de 75 KVA e concluiu a iluminação da área externa do hospital.

A equipe de engenharia e obras atuou na preparação das fundações do prédio e nas instalações da infraestrutura como redes de água, esgoto, construção de calçadas, área para resíduos e sala do motor gerador. A equipe atua ainda no asfalto da entrada lateral e do estacionamento, além da implantação do gradil que circundará o prédio.

Obra definitiva

Diferentemente de um hospital de campanha, essa obra será definitiva. Após a pandemia, o hospital será o novo Pronto-Socorro do HM para atender os pacientes do SUS.

A construção ocupará um terreno de 3.100 metros quadrados, com 1.554 metros quadrados de área construída em dois pavimentos.

O hospital de retaguarda ficará pronto em até 45 dias, um recorde para esse tipo de obra.

O projeto compreende o uso do sistema de construção modular, com chassis estruturais feitos de aço. A partir dessa base, são implantadas paredes, teto, pisos, instalações elétricas, hidráulicas e tubulações de ar comprimido.

O sistema de construção do hospital é quatro vezes mais rápido que a alvenaria tradicional. Além disso, a obra tem como diferencial dos hospitais de campanha que estão sendo erguidos em várias cidades do país, o fato de ser permanente, passando a integrar a rede de saúde do município.

O novo Pronto-Socorro do HM terá divisões para atendimento adulto e infantil, numa área maior que a do PS atual e equipamentos de última geração.

A unidade será gerenciada pela SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), que já é a responsável pelo Hospital Municipal.

 

Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
Flickr