13479

URBAM
Prefeitura de São José dos Campos

11/05/2017

Profissional retoma rotina após transplante no Provisão


Voltar a enxergar com qualidade para a realização de tarefas habituais, como por exemplo estudar, era o presente de aniversário desejado por Luiz Henrique Ferreira Macedo, 24 anos, assistente pedagógico. Este sonho foi realizado após o ato de solidariedade de famílias que autorizaram a captação das córneas no momento do falecimento de um ente querido. 

Luiz Henrique fez seu primeiro transplante de córnea no olho direito há cinco anos no Hospital Próvisão em São José dos Campos. Entretanto, com decorrer do tempo, apresentou necessidade de fazer também no olho esquerdo e a espera prevista era de mais de um ano para a realização do procedimento. Graças à parceria da Prefeitura, Urbam, Próvisão e Banco de Olhos de Sorocada (BOS) essa fila está sendo agilizada. 

Nesta semana completou um mês dessa atividade de captação de córneas na funerária da Urbam. Até essa última quarta-feira (10), foram captadas 56 córneas que seguiram para o processamento em laboratório e, depois, para os transplantes. A captação da córnea é feita na Urbam pelo BOS e encaminhada para uma fila única destinada aos pacientes de todo Estado, por ordem cronológica e clínica. Esse controle é feito pela Central de Transplantes do Estado de São Paulo, que beneficia pessoas também de outras cidades.

Somente no Próvisão, em menos de um mês foram feitos 3 transplantes e 72 já estão cadastrados essa data (10 de maio), conforme liberação da Central. O tempo médio de espera para o transplante tem sido de 6 a 8 meses, podendo ser reduzido mediante a oferta da captação de córneas. 

Para o paciente, Luiz Henrique, que realizou seu transplante recentemente no Próvisão, a generosidade das pessoas e a conscientização sobre a necessidade de doações de córneas modifica uma vida. No que para muitos seriam atividades simples como estudar, dirigir ou prestar um concurso, para quem necessita de um transplantes acaba sendo um sonho. “A recuperação está acontecendo conforme o esperado, não sinto dores ou incômodos extremos. Essa córnea foi o melhor presente que poderia ganhar”, relatou Luiz Henrique, que completou 24 anos no dia 9 deste mês e retomou nesta mesma semana a rotina normal de trabalho. 

No Próvisão, a equipe médica de transplantes tem feito regularmente o acompanhamento e a avaliação das necessidades de transplantes da região. Os municípios referenciados que tiverem pacientes com diagnósticos de transplante de córnea também podem entrar em contato com Hospital por meio da gerência hospitalar. Telefone (12) 3919-3200 para informações. 

Por que e como doar? 

A partir de cada doação de córnea, duas pessoas com deficiência visual podem voltar a enxergar. Por ser um tecido e não um órgão, a captação não precisa ser feita em hospitais. Em vários municípios, o procedimento já é feito em hospitais e também funerárias, o que tem garantido o sucesso e aumento do número de transplantes no Estado, possibilitando que muitas pessoas voltem a enxergar. A captação só é realizada mediante assinatura do termo de autorização de doação de córneas pela família do doador. Atualmente, na funerária da Urbam, um profissional do BOS permanece em plantão durante 24 horas para abordagens e explicações às famílias e para a realização dos procedimentos de captação. 

 

Veja outras notícias:

Fale conosco

Urbam - Tel:(012)3908 - 6000