URBAM
Prefeitura de São José dos Campos

Urbanizadora Municipal - Urbam

Aterro sanitário

Aterro sanitário

Definição

Aterro sanitário de resíduos sólidos urbanos (ABNT NBR 8419 / 1992) é a técnica de disposição de resíduos sólidos urbanos no solo, sem causar danos à saúde pública e à sua segurança, minimizando os impactos ambientais. Este método utiliza princípios de engenharia para confinar os resíduos sólidos à menor área possível e reduzi-los ao menor volume permissível, cobrindo-os com uma camada de terra na conclusão de cada jornada de trabalho, ou a intervalos menores, se necessário.

Aterro Sanitário Municipal Joseense

É administrado e operado pela URBAM e compreende um sistema devidamente preparado para a disposição final ambientalmente adequada de resíduos sólidos.

Resumo das Práticas Operacionais:

  • Recepção e identificação dos veículos transportadores de resíduos,
  • Indicação dos locais de descarga aos veículos liberados;
  • Operação da central de pesagens;
  • Operação das células de resíduos (espalhamento e compactação mecânica adequada dos resíduos, cobertura e compactação mecanizada de camada de solo sobre os resíduos, prolongamento contínuo dos drenos de biogás/chorume e execuções dos drenos para águas superficiais);
  • Monitoramento planialtimétrico e geotécnico;
  • Monitoramento e controle de avifauna;
  • Manutenção adequada das frentes de trabalho e pistas dos acessos intemos do aterro;
  • Monitoramento ambiental de águas subterrâneas e do chorume,
  • Corte dos gramados e roçada de áreas verdes;
  • Limpeza e manutenção da drenagem de águas superficiais.

Essa técnica de disposição final dos resíduos sólidos urbanos no solo está alinhada com todas as exigências legais dos órgãos ambientais (CETESB, etc.) e permite o confinamento seguro, garantindo o controle da poluição ambiental e proteção à saúde pública, minimizando impactos ambientais.

Origem dos resíduos

O Aterro Sanitário Municipal recebe apenas os resíduos sólidos urbanos da cidade de São José dos Campos, que são provenientes de:

· Coleta comum ou regular de resíduos domiciliares, de estabelecimentos públicos e comerciais,

· Coletas da Secretaria de Manutenção da Cidade (resíduos sólidos da limpeza urbana, tais como, bocas de lobo; valas; valetas; estradas vicinais; margens de córregos e de rios; áreas públicas com deposições irregulares; etc.),

· Coleta da varrição;

· Coleta das feiras livres;

· Centro de Triagem da ETRS (resíduos inservíveis ou rejeitos).

Dados Gerais

O Aterro Sanitário funciona desde 1985 (está com 32,5 anos) e possui aproximadamente 490.036 m² de área física. É composto atualmente por:

• Três centrais e uma lagoa para armazenamento de chorume (diariamente transportado e tratado adequadamente na ETE Lava-pés – SABESP - SJC);
• Uma Central de Biogás;
• Cinco células para disposição de resíduos (Áreas 1, 2, 3, 4, 5).

Critérios de Operação

As Operações do Aterro Sanitário são focadas no atendimento de:

  • Exigências Técnicas da Licença de Operação da CETESB;
  • Plano de Recebimento dos Resíduos e Manual de Operação;
  • Especificações Técnicas, Plantas e Desenhos do Projeto Executivo aprovados;
  • Monitoramento Geotécnico e Ambiental;
  • Sistema de Manutenções de vias internas, de Áreas Verdes de todo o empreendimento;
  • Sistema de Limpeza e conservação geral das áreas construídas e instalações de apoio.

 

Fale conosco

Urbam - Tel:(012)3908 - 6000