URBANIZADORA

MUNICIPAL S.A.

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DOS CAMPOS

ÁREAS DE ATUAÇÃO

Gestão Integrada e Gerenciamento de Resíduos Sólidos

Consiste nos serviços de limpeza e manutenção urbana, nos serviços de coletas e transporte de resíduos sólidos e nas suas destinações ambientalmente corretas.

Limpeza Urbana e Manutenção de Áreas Verdes

Varrição manual: Mais de 400 agentes ambientais realizam estes serviços todos os dias, usando os itinerários georreferenciados, removendo os resíduos sólidos encontrados nas sarjetas das vias pavimentadas, nos canteiros centrais, nas calçadas públicas e nas lixeiras verdes. É realizada de uma a seis vezes por semana (de forma manual ou mecanizada).

O serviço de varrição recebe melhoria constante, com ampliação no atendimento aos bairros e inovações, como um plano de varrição georreferenciado, duplas de varrição, monitores de bicicleta e a retomada dos serviços da varredeira. A implantação do projeto de Fiscalização de Estética Urbana, em parceria com o Município, permitiu a identificação e devida providência de diversas situações e demandas, como calçadas em mau estado de conservação.

Varrição mecanizada: Em 2018 foram retomados os serviços de varrição mecanizada em locais de trânsito intenso, no período noturno. A varredeira consegue limpar quase 26km/dia e coleta 1,7 t/dia de resíduos, sem gerar sacos plásticos. Os resíduos são descarregados diretamente no aterro sanitário. Como o serviço é feito em locais de trânsito intenso, evitam-se riscos para os funcionários da varrição manual.

Capina manual: O serviço possui itinerários georreferenciados. As equipes percorrem as vias pavimentadas removendo as ervas daninhas das sarjetas, guias, calçadas públicas e entorno de pontos de ônibus.

Consulte a programação.

Conservação de parques e praças: Varrição dos canteiros, conservação das pistas de caminhada, dos playgrounds, dos quiosques, dos espaços destinados a eventos, limpeza de banheiros públicos, esvaziamento de papeleiras e poda de gramados.

Conservação mecanizada de estradas rurais: Compreende melhorias nas estradas rurais. O serviço é acompanhado por profissional tecnicamente habilitado, além de ser executado de acordo com manuais ou normas técnicas vigentes.

Controle de vetores e pragas urbanas: Atividades de desinsetização ou desinfestação de ratos, baratas, abelhas, marimbondos, formigas, escorpiões, aranhas, carrapatos e mosquitos em locais públicos. A atividade é precedida por uma minuciosa inspeção em toda área a ser tratada e estudo do produto a ser utilizado.

Limpeza de bocas de lobo: Limpeza e desobstrução manual e automatizada das bocas de lobo, bueiros e galerias ao longo das vias, garantindo o seu funcionamento adequado.

Manutenção corretiva em arborização urbana: Corte e retirada de galhos e troncos de árvores que, por intempéries ambientais, sofreram fissuras ou queda no perímetro urbano. O serviço é acompanhado por profissional tecnicamente habilitado, além de ser executado de acordo com manuais ou normas técnicas vigentes.

Manutenção de áreas verdes e pintura de guias: Manutenção da vegetação rasteira, arbustos e gramados em canteiros de praças e jardins. Os serviços de pintura de meio-fio de guias são feitos na parte superior da guia e seu espelho até a sarjeta.

Manutenção de sistemas de drenagens de águas pluviais: Conservação periódica do sistema de águas pluviais, visando à prevenção dos danos causados por alagamentos, deslizamentos e erosões.

Serviços de manutenção e paisagismo: Adubação orgânica, retirada manual ou mecânica de ervas daninhas dos canteiros e das praças; poda manual; aplicação de produtos para o combate de pragas e doenças; retirada e reposição de mudas mortas; ornamentação de vasos; irrigação; remoção de troncos de árvores suprimidas em passeios públicos. O paisagismo consiste no planejamento, projeto, implantação e gestão de áreas verdes e áreas livres públicas.

Transporte e Coletas de Resíduos Sólidos

Coleta Comum (manual e mecanizada): Apoio técnico e monitoramento em tempo real da coleta comum, avaliando os serviços prestados, as solicitações e reclamações do Sistema 156.

Consulte data/horário da sua coleta.

Coleta Seletiva (manual e mecanizada): Foi ampliada para 100% da área urbana da cidade a partir de dez/2017, com mais de 60 bairros atendidos, além do subdistrito de São Francisco Xavier.

Consulte data/horário da sua coleta.

Coleta Pública de Resíduos de Serviços de Saúde: Atende gratuitamente coletandoe fazendo a destinação final dos RSS dos Grupos “A” e “E” dos geradores dos segmentos de clínicas estéticas, clínicas médicas, clínicas odontológicas, estúdios de tatuagens,farmácias, laboratórios, lavanderias e setor público.

Saiba mais.

Coleta de pequenos animais mortos: serviço executado conforme solicitações oriundas do sistema 156 e/ou telefone. Está disponível para residências, remoções em vias públicas e clientes (clínicas veterinárias).

Coletas Especiais: Foram consolidadas por meio de decretos e abrangem o monitoramento e a fiscalização dos Grandes Geradores da coleta comum, da coleta de resíduos de serviços de saúde e dos resíduos da construção civil; além de executar a operação dos seus respectivos sistemas eletrônicos de cadastros e de controle de movimentações.

A fiscalização das caçambas de resíduos da construção civil é mais uma ação adotada pela Prefeitura de São José dos Campos, por meio da Urbam, para combater o descarte irregular de resíduos e entulho na cidade. Os proprietários das empresas prestadoras de serviços de caçambas precisam se inscrever no Cadastro Eletrônico. Os geradores de RCC só podem contratar serviços de empresas cadastradas. A relação dessas empresas pode ser conferida nos sites da Prefeitura e da Urbam. Além disso a Urbam também executa dois tipos de coleta para os grandes geradores que optaram pelas Coletas Especiais públicas:

- Coleta de Resíduos de Serviços de Saúde: Atende os clientes dos segmentos hospitalar, laboratorial e veterinário.

- Coleta de Grandes Geradores: Atende os clientes com geração superior a 500 litros por dia de coleta comum, podendo incluir o fornecimento de contêineres.

Fiscalização de Resíduos da Construção Civil: Também por meio de decreto, a Urbam está responsável pela fiscalização da destinação correta dos resíduos oriundos da construção civil (RCC). Mais uma iniciativa para coibir o descarte irregular de resíduos provenientes deste ramo de atividade. Os proprietários das empresas prestadoras de serviços de caçambas devem se cadastrar na Urbam. Os proprietários dos imóveis que necessitem dos serviços de caçamba devem se certificar se as empresas são regularizadas. A relação dessas empresas pode ser conferida nos sites da Prefeitura e da Urbam.

Coleta de Eletroeletrônicos: A Urbam realiza o recolhimento gratuito nas residências, mediante agendamento prévio pelo 156 e/ou telefone.

Coleta de Pilhas e Baterias: A Urbam disponibiliza contêineres específicos em prédios e parques públicos para a disposição de pilhas e baterias usadas.

Fornecimento e Manutenção de Contêineres: Fornecimento de contêineres plásticos de 240 litros (cor marrom para resíduos orgânicos e inservíveis; cor azul para resíduos potencialmente recicláveis) completos ou substituição de seus componentes danificados para os condomínios ou loteamentos residenciais e estabelecimentos públicos, conforme a legislação vigente. Também envolve a distribuição de contêineres plásticos de 240 litros nos padrões de identidade visual da Prefeitura de São José dos Campos, nas feiras livres e nos eventos periódicos em áreas públicas.

Lavagem pós Feiras Livres: compreende o jateamento de solução líquida (água com desinfetante) por caminhão tipo pipa, além de equipe específica nas vias públicas onde foram realizadas as feiras livres.

Manutenção de Papeleiras Verdes: Consiste na implantação, reposição, manutenção e limpeza geral das papeleiras ou lixeiras verdes presentes nas vias e logradouros públicos.

Educação Ambiental

Orientações nas residências: São feitos mais de 28 mil atendimentos anuais porta a porta com orientação sobre a disponibilização correta dos resíduos.

Lixo Tour: as ações de educação ambiental atendem mais de 10 mil pessoas por ano, principalmente estudantes, no novo Centro de Educação Ambiental da Urbam. O Programa de Educação Ambiental foi totalmente reformulado. Além do Museu Interativo do Lixo, o novo centro conta com a Recicloteca, onde são realizadas as oficinas lúdicas para confecções de brinquedos e jogos feitos com materiais recicláveis.

O Programa Lixo Tour está mais dinâmico por meio de apresentações, vídeos e projeções. Após palestra na Sala de Educação Ambiental é realizada visita guiada ao novo Museu do Lixo, ao Centro de Triagem de Materiais Recicláveis, ao Aterro Sanitário, ao Viveiro de Mudas, à Lagoa de Chorume e à Central de Biogás. Um ônibus leva os visitantes para conhecer todo o trajeto, e após o tour, o visitante pode levar uma foto personalizada feita na cabine fotográfica como lembrança.

Videoaulas: são publicadas no canal do Youtube da Urbam com foco na educação ambiental para o reaproveitamento de materiais recicláveis. Foram produzidas para as crianças e alunos que estiveram em casa no período da pandemia, impossibilitados de participar fisicamente do programa Lixo Tour.

“Nós fazemos a nossa parte”: o programa visa à conscientização dos funcionários e servidores públicos das diversas secretarias para realizarem o descarte e a destinação correta dos resíduos.

Contato: 3944-9434

Destinação de Resíduos Sólidos

Operação do Aterro Sanitário: Nos anos de 2017 e 2018 foi elaborado e executado o plano de recuperação e ampliação do aterro sanitário, que voltou a receber investimentos e passou por várias obras.

A Cetesb faz várias avaliações, durante o ano, de todos os aterros sanitários paulistas, cujas notas IQR (Índice de Qualidade de Aterros de Resíduos) são divulgadas no Inventário Estadual de Resíduos Sólidos Urbanos. No caso de SJC, o “IQR” tem obtido alterações positivas quando comparadas aos anos anteriores: 2015 = 8,6; 2016 = 8,8; 2017 = 9,0; 2018 = 9,2; 2019 = 9,3.

Foram implantadas novas áreas do aterro sanitário e em 2019 foi criada a Área de Transbordo de Resíduos Críticos (Resíduos de Serviços da Saúde, pilhas e baterias, pneus, entre outros), cujos resíduos têm destinação final ambientalmente adequada.

Diversas ações são tomadas constantemente para melhorar cada vez mais os serviços na estação de tratamento de resíduos sólidos.

Central de Biogás

Central de Biogás

Desde 2008, todo o gás captado no aterro sanitário da cidade é queimado e eliminado na Central de Tratamento de Biogás, deixando de poluir a atmosfera.

O biogás é resultado da decomposição do lixo que está confinado no aterro, e é composto principalmente pelo gás metano (CH4), 21 vezes mais impactante na atmosfera que o dióxido de carbono (CO2) e em mínimas proporções pelo gás sulfídrico (H2S), causador de odores desagradáveis, além de oxigênio (O2) e outros. O tratamento feito pela Urbam elimina o biogás, que é captado por uma rede de drenos subterrâneos que se estendem em toda a área do aterro e é direcionado à central.

O tratamento atual é feito através da “queima enclausurada” em um flare, à temperatura aproximada de 600 graus, que funciona de forma ininterrupta.

Geração de Energia

O biogás deixará de ser apenas queimado e se transformará em energia limpa. Pelo menos 30% da energia consumida pela Prefeitura de São José dos Campos será derivada de energia sustentável gerada a partir do biogás captado no aterro sanitário da cidade, operado pela Urbam.

A produção de energia elétrica, por meio de fonte renovável, é menos poluente do que a simples queima do biogás em flare – como é feita atualmente.

A capacidade de geração é de 1,6 MWh – equivalente a 30% do que a Prefeitura consome.

Viveiro de Mudas

Viveiro de Mudas

A Urbam mantém um viveiro com cerca de 4 mil mudas de plantas de mais de 20 espécies nativas da mata atlântica e cerrado na Estação de Tratamento de Resíduos Sólidos.

Localizado em área de preservação ambiental, o viveiro é mais uma demonstração das boas práticas em área próxima ao aterro sanitário. O objetivo é manter mudas para utilização nos plantios compensatórios da Urbam. Espécies frutíferas, que atraem diversos tipos de aves, são utilizadas em reflorestamento de matas ciliares, áreas verdes e áreas de preservação ambiental. Elas são fornecidas pela CESP (Companhia Energética de São Paulo (CESP de Paraibuna), por meio de parceria.

O trabalho de compensação ambiental é realizado sempre que existe a necessidade de supressão de alguma árvore, respeitando a legislação. É de grande importância para a manutenção da diversidade de espécies nos ambientes urbanos e na preservação de rios e nascentes da cidade.

O viveiro é uma das atrações do trabalho de educação ambiental da Urbam, sendo um dos pontos de visitação do Lixo Tour.

Estudo de Caracterização Gravimétrica

O Estudo tem objetivo de conhecer a composição - tipos e quantidades dos resíduos movimentados pela coleta comum, coleta seletiva, coleta de limpeza urbana, varrição, e rejeitos (materiais não passíveis de reciclagem do Centro de Triagem).

A caracterização feita em 202 amostras de dias e viagens em diferentes regiões, num período de quatro meses demonstra que:

Das 14.472 toneladas/mês da coleta comum – 21,42% são passíveis de serem recicladas, ou seja, os resíduos deveriam ser destinados à coleta seletiva pela população; 57,15% são matéria orgânica e 18,22% são rejeitos.

Das 1230 toneladas/mês da coleta seletiva – 27,5% não são passíveis de reciclagem. Estes resultados colaboram na tomada de decisões pelo poder público para a melhoria das ações educativas nas regiões problemáticas, nas propostas de tratamentos para os resíduos e nas correções dos serviços de coletas e destinações finais destes materiais.

O resíduo sólido urbano é formado pela coleta comum (81%), coleta seletiva (7%) e coleta de limpeza urbana (12%). A média de geração de resíduos per capita joseense é de 0,81 kg/dia, levando-se em consideração uma população estimada de 713 mil habitantes.

A caracterização utilizou a técnica de amostragem, conforme previsto na norma ABNT NBR 10.007/2004 e nos procedimentos da Cetesb.

*Gravimetria é um processo que faz a determinação dos componentes e de suas porcentagens em peso e volume em uma amostra dos resíduos sólidos.

Estudo Graviométrico - 2018

Resíduos Sólidos Urbanos (Coleta Comum + Coleta Seletiva + Coleta de Limpeza Urbana)

1-Coleta Comum 2-Coleta Seletiva 3-Limpeza Urbana Resíduos Sólidos Urbanos (1+2+3)
Metal 1,6% 4,3% 0,3% 1,5%
Papel 5,8% 29,8% 0,1% 6,7%
Plástico 12,5% 25,2% 0,3% 11,9%
Vidro 1,5% 13,3% 0,4% 2,2%
Outros Resíduos 21,5% 15,5% 88,1% 29,6%
Mat. Orgânica 57,1% 11,9% 10,8% 48,1%
Totais 100,0% 100,0% 100,0% 100,0%
Ton/ano (2018) 175.256 14.789 29.646 219.691
Repres. Peso Mov. 80,4% 6,8% 12,8% 100,0%

Resíduos Sólidos Urbanos - Médias 2020

Origens ton/mês (2020) ton/dia (2020) %
Coleta Comum 15.269 501 87,3%
Coleta Seletiva 1.405 46 8,0%
Limpeza Urbana 823 27 4,7%
RSU 17.496 574 100,0%
População Est. IBGE 2020 729.737 habitantes
Ger. Percapita RSU 0,79 kg/dia/hab.

Operação do Centro de Triagem: Foi feita a inclusão social de três cooperativas de reciclagem que atuam no Centro de Triagem da Urbam desde 2017: Alfa, Coopertech e Futura. A parceria gerou bons resultados, além de condições adequadas de trabalho, matéria-prima garantida, triagem qualificada dos resíduos, aumento da renda e qualidade de vida aos cooperados. A Urbam coordena as atividades de pesagem, recebimento, movimentação interna dos resíduos da coleta seletiva, destinação final dos rejeitos e manutenção predial do complexo do Centro de Triagem.