Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
Flickr

Obras do Hospital de Retaguarda seguem em ritmo acelerado

Data da publicação: 03/06/2020

As obras da construção do Hospital de Retaguarda para ampliar o atendimento aos pacientes da Covid-19, na Vila Industrial, próximo ao Hospital Municipal, seguem em ritmo acelerado. A Urbam (Urbanizadora Municipal) está realizando a obra em tempo recorde durante 24 horas por dia, em três turnos de trabalho.

Os funcionários estão construindo a base da nova unidade. A movimentação de caminhões é intensa o dia inteiro com a chegada de materiais (rachão e brita) para a construção da fundação do novo hospital e gradil para o fechamento da área.

Caberá à Urbam, além da preparação das fundações que receberão o prédio, construir e pavimentar o estacionamento e as demais áreas do hospital, instalar os padrões elétrico e hidráulico e implantar o gradil que circundará o prédio. Também será de responsabilidade da empresa o apoio técnico e a coordenação geral da obra.

Após o término dos serviços das fundações – em cerca de 15 dias, será iniciada a construção modular, pela Método Engenharia e pela empresa Brasil ao Cubo.

Obra definitiva

Diferentemente de um hospital de campanha, essa obra será definitiva. Após a pandemia, o hospital será o novo Pronto-Socorro do HM para atender os pacientes do SUS.

A construção ocupará um terreno de 3.100 metros quadrados, com 1.554 metros quadrados de área construída em dois pavimentos.

O hospital de retaguarda ficará pronto em até 45 dias, um recorde para esse tipo de obra.

O projeto compreende o uso do sistema de construção modular, com chassis estruturais feitos de aço. A partir dessa base, são implantadas paredes, teto, pisos, instalações elétricas, hidráulicas e tubulações de ar comprimido.

O sistema de construção do hospital é quatro vezes mais rápido que a alvenaria tradicional. Além disso, a obra tem como diferencial dos hospitais de campanha que estão sendo erguidos em várias cidades do país, o fato de ser permanente, passando a integrar a rede de saúde do município.

O novo Pronto-Socorro do HM terá divisões para atendimento adulto e infantil, numa área maior que a do PS atual e equipamentos de última geração.

A unidade será gerenciada pela SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), que já é a responsável pelo Hospital Municipal.

 

Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
Flickr