Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
Flickr

Iniciada concretagem da base do Hospital de Retaguarda

Data da publicação: 09/06/2020

Foram iniciadas as obras para concretagem da base do Hospital de Retaguarda para ampliar o atendimento aos pacientes da Covid-19, na Vila Industrial, próximo ao Hospital Municipal. As obras iniciais estão sendo realizadas pela Urbam (Urbanizadora Municipal) em tempo recorde durante 24 horas por dia, em três turnos de trabalho.

Estão sendo colocados 400 metros cúbicos de cimento na concretagem da base que deve ser concluída nesta quarta (10). As equipes também estão montando o padrão elétrico e infraestrutura para o grupo gerador.

Cabe à Urbam, além da preparação das fundações que receberão o prédio, construir e pavimentar o estacionamento e as demais áreas do hospital, instalação dos padrões elétrico e hidráulico do gradil que circunda o prédio, iluminação e paisagismo. Também é de responsabilidade da empresa o apoio técnico e a coordenação geral da obra.

Após o término dos serviços das fundações e cura do cimento, será iniciada, na próxima semana, a construção modular, pela Método Engenharia e pela empresa Brasil ao Cubo.

Obra definitiva

Diferentemente de um hospital de campanha, essa obra será definitiva. Após a pandemia, o hospital será o novo Pronto-Socorro do HM para atender os pacientes do SUS.

A construção ocupará um terreno de 3.100 metros quadrados, com 1.554 metros quadrados de área construída em dois pavimentos.

O hospital de retaguarda ficará pronto em até 45 dias, um recorde para esse tipo de obra.

O projeto compreende o uso do sistema de construção modular, com chassis estruturais feitos de aço. A partir dessa base, são implantadas paredes, teto, pisos, instalações elétricas, hidráulicas e tubulações de ar comprimido.

O sistema de construção do hospital é quatro vezes mais rápido que a alvenaria tradicional. Além disso, a obra tem como diferencial dos hospitais de campanha que estão sendo erguidos em várias cidades do país, o fato de ser permanente, passando a integrar a rede de saúde do município.

O novo Pronto-Socorro do HM terá divisões para atendimento adulto e infantil, numa área maior que a do PS atual e equipamentos de última geração.

A unidade será gerenciada pela SPDM (Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina), que já é a responsável pelo Hospital Municipal.

 

 

Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
Flickr