Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
Flickr

Coleta seletiva é exemplo em Dia Internacional da Reciclagem

Data da publicação: 17/05/2021

No Dia Internacional da Reciclagem comemorado nesta segunda, dia 17, São José dos Campos se apresenta como uma das poucas cidades do país, que pratica a universalização das coletas, ou seja, as coletas comum e seletiva atingem 100% da área urbana com recolhimento porta a porta, além do subdistrito de São Francisco Xavier.

A Urbam (Urbanizadora Municipal) recolhe na coleta seletiva cerca de 1400 toneladas ao mês, que representam 8% do total de resíduos sólidos urbanos da cidade. O serviço – orgulho para os moradores - existe há 31 anos.

O serviço de coleta de lixo (que inclui também a coleta comum e de outros resíduos) é tido como positivo (bom ou ótimo) para 90% dos moradores, segundo pesquisa Indsat referente ao primeiro trimestre deste ano e considerado o melhor atendimento do município.

São José dos Campos produz menos resíduos per capta em relação à maioria das cidades no país. A média nacional é de 1 kg de lixo por habitante. O volume per capta considerando a população estimada pelo IBGE em 2019 (721.928 hab) foi de 0,82 kg/dia. Já em 2020, este volume caiu para 0,78 kg/dia, para uma população estimada em 729.737 hab. – uma redução de 5%. Isso demonstra uma melhoria não só na separação dos resíduos, como também na não-geração de lixo.

As cooperativas de reciclagem foram inseridas na triagem dos materiais desde 2017. A inclusão social gera renda para mais de 100 famílias.

Educação ambiental

A conscientização dos moradores é fundamental para manter o bom funcionamento do serviço. Neste sentido, a Urbam realiza orientação em diversas frentes, desde porta a porta, palestras e as visitas ao Centro de Educação Ambiental, que agregaram um novo Museu Interativo do Lixo e a Recicloteca e complementam as demais atividades do Programa Lixo Tour.

Facebook
Twitter
YouTube
Instagram
Flickr