População aprova reabertura dos cemitérios em São José

Data da publicação: 03/11/2021

O Dia de Finados nesta terça-feira (2), em São José dos Campos, foi marcado pelo retorno presencial aos cemitérios pós-pandemia da covid-19. A população marcou presença nos cemitérios Padre Rodolfo Komorek, no centro; Colônia Paraíso, no Jardim Morumbi (sul); Maria Peregrina, em Santana (norte), no distrito de  Eugênio de Melo (leste) e em São Francisco Xavier.

A visitação nas sepulturas dos entes queridos foi agitada desde bem cedo, já que a chuva deu trégua. No cemitério do centro, a população seguiu os protocolos de segurança contra a covid-19 e  fez uso de máscaras e álcool em gel que estava disponível no local. Os munícipes coloriram o local com vasos de flores para homenagear os seus parentes e amigos.

Logo na entrada do cemitério acontecia uma ação com agentes do CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) para orientar a população sobre a forma correta de deixar vasos e plantas, entre outras informações, para evitar criadouros do mosquito da dengue.

"Esta iniciativa é muito boa, bem legal, pois vem muitas pessoas neste dia", disse Maria Aparecida Nogueira, que estava com uma caixa cheia de pequenos vasos.

Outra ação  nos cemitérios foi realizada pelos funcionários da Urbam, identificados com crachás da empresa e que ficaram posicionados nos principais acessos dos cemitérios e ajudaram as pessoas a localizar os túmulos por meio de tablets.

Cuidados

O público demonstrou estar feliz com a reabertura. 

Aos 84 anos, Jerônimo Rodrigues contou que veio do Bairrinho, na região leste, para visitar o túmulo dos pais e da filha. Muito sensibilizado, contou que sua "menina" faleceu no início deste ano. "Foi bom o cemitério retornar, pois vim rezar bastante por todos os meus".
 
Maria Lúcia de Paula afirmou que a reabertura dos cemitérios no Dia de Finados foi positiva. "Já é uma tradição a gente trazer flores e rezar pelos nossos mortos".
 
Para ela, o importante foi ver as pessoas com máscaras e muitas passando álcool em gel nas mãos. "Deixa a gente tranquila em sair de casa". 

Comércio

O comércio de flores ao redor do cemitério do centro estava bem animado. 

Débora Gomes, dona de uma floricultura, contou que o aquecimento das vendas, neste ano, foi excelente. "Ainda é de manhã e já vendi cerca de mil vasos de flores, como crisântemos. Acabou meu estoque".

De acordo com ela, só tinha sobrado vasos de rosas e de flores artificiais.  

A reabertura dos cemitérios contou com apoio dos Agentes de Mobilidade Urbana, da Guarda Civil Municipal e da Polícia Militar. 

por Rosi Masiero