Equipes recolhem 3,8 toneladas de resíduos em ação contra a dengue

Data da publicação: 25/05/2022 - Tempo de leitura: 2 minutos

Foram recolhidas  3,8 toneladas de materiais que poderiam servir como criadouros do mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue. A ação aconteceu no último sábado (21), durante o Dia D Contra a Dengue, na região sudeste, que concentra o maior número de casos registrados.

Cerca de 23 mil imóveis da região foram visitados pelos ACE's (Agentes de Combate às Endemias), onde foram orientados ao longo da semana passada para que deixassem seus inservíveis à frente de suas casas.

São considerados inservíveis: latas, potes, garrafas, lona, louças sanitárias, baldes, tambores, piscinas desmontáveis ou qualquer outro recipiente que acumule água. Terra, entulho de construção, tábua, madeira, móveis velhos, roupas, lixo orgânico, folhas e restos de podas não são considerados, por isso não são recolhidos pela equipe de apoio durante as ações.

A ofensiva teve o apoio da Secretaria de Saúde, da Urbam, Escoteiros, Cruz Vermelha, entre outros.